segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Diário de Anita - Porque não ver a realidade? Capítulo 21 - O renascer da esperança


                                                                                                                                                                                        Imagem: Novo tempo
O dia amanheceu bem nublado, o friozinho parecia que nem havia passado nesta cidade linda  de Balneário.
Porém, a casa sem a vovó era vazia e triste, não se ouvia risos e nem se via alegria, apenas um silêncio...
Eu queria muito voltar para a casa logo, queria voltar para a minha vida nada pacata, queria voltar para o Augusto, mas eu não podia, nós tínhamos uma missão aqui e não sabia quando terminaria.

-Filha, encontrei na internet o endereço da igreja, vamos comigo pedir pela saúde da sua vó, disse com a voz bem baixa a mamãe!
-Claro mãe!
- Então vamos...

Chegando na igreja, não era horário de culto, mas a mamãe conversou com o pastor que lá estava e pediu que fizesse uma oração em uma fotografia da vovó que ela tinha em mãos.
A prece do pastor foi profunda, oramos todos juntos, nós acreditávamos no poder de Deus.
Mamãe pegou os horários dos cultos, para que voltássemos mais vezes, enquanto estivéssemos aqui.
Na volta passamos pelo hospital para ver a vó, ela parecia estar melhor, mas com sonda e tomando medicamentos, senti pena e abracei devagar, ela sorriu...
Conversamos um pouco e mamãe disse ter ido na igreja pedir pela saúde dela, vovó estava confiante, e nós estávamos na fé ...

Nos despedimos com um abraço um pouco mais apertado e alguns beijinhos, não muitos (risos), porque não podíamos nos aproximar muito, recomendação médica...

Em casa mamãe fez um bolo de laranja, comemos tomando um delicioso chá, fazia muito tempo que não tínhamos este momento e aproveitamos para conversar, um momento AMIGAS!

Como foi bom, rimos, tagarelamos, colocamos as notícias em dias e por alguns instantes a alegria estava voltando para aquela casa, a esperança estava reinando naquele lar, e isso era muito bom.

Realmente a oração daquele pastor estava fazendo efeito em nossas vidas, havia paz e tranquilidade em nosso coração, apesar da situação da vovó, mas havia paz, muita paz...


terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Diário de Anita - Porque não ver a realidade? Capítulo 20 - Mantendo a fé...

                                                                                                                                                                                     Foto:Jardim das idéias

Os dias passavam bem rápido e a cidade estava linda, florida e com muito sol.
Mas o clima na casa de vovó, não eram dos melhores.


Fomos para o hospital pegar os exames, mamãe ficou com minha vó, queria passar o maior tempo grudadinha nela.
Eu fiz uma oração para Deus, não queria ver ninguém da minha família sofrendo, então pedi a Deus que fosse feita a sua vontade, mas que não nos desamparasse.

D. Marta, sua mãe está com pneumonia.
Vamos entrar com antibióticos, para que venha se recuperar o mais breve possível, mas é necessária uma internação urgente.
Dentro de 4 a 5 dias ela estará muito bem e em casa.
Disse com muita seriedade o doutor Ricardo.

Minha tia pegou os exames nas mãos e começou a chorar, não queria concordar com o doutor em internar a vovó, tinha medo de uma infecção hospitalar e até mesmo a idade avançada dela não ajudar.
Tentei acalma-lá, pedia para ter fé. No final disse que reuniria a família para ver o que seria melhor.

Já em casa, minha tia reuniu a família, passou o parecer médico e o caso da vovó.
Todos apoiaram a internação, queriam ver minha vó recuperada e voltar a ser aquela mulher alegre e cheia de vida que era.

No mesmo dia minha vó foi internada, partiu o coração ter de deixá-la naquele leito, mas era o melhor que tinha de ser feito.

A noite o clima em casa sem minha vó era horrível, mamãe ligou para o papai para passar as últimas informações sobre a vovó e para falar que iria ficar mais alguns dias...

E eu precisava falar com o Augusto.

-Alô amor!
- Oi Nita, tudo bem por ai, como vocês estão, tenho falado com o seu pai, mas ele também estava sem informações...
- Mamãe ja ligou para o papai...
- E a vovó foi internada, o médico reportou pneumonia, mas vai entrar com antibiótico...
- Amor eu sinto muito, mas fiquem tranquilas, a sua vó vai se recuperar, você vai ver!
- Eu acredito amor, tenho fé
- E você como está?
- Sentindo muito a sua falta, ficarão mais quanto tempo ?
- Não sabemos ainda, vamos esperar a alta da vovó...
- Amor, qualquer coisa me liga, mas qualquer coisa mesmo.
- Tudo bem amor
-Beijos, te amo
- Te amo também!

Ao desligar o telefone sentia meu coração partido, como gostaria de estar abraçada com ele naquele momento, pelo menos até passar a dor que estava em meu coração ...



terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Looks com Camisas Jeans

Olá queridas, tudo bem com vocês?

Hoje iremos falar sobre a camisa jeans, é uma peça que também dá para fazer váriossss looks bacanas.
Combina com tudo, shorts, saia, calça, sobreposição...
Separamos alguns looks lindos... para você se inspirar.

Nestes looks, aparecem por fora da calça, e reparem que em várias lavagens de cores...

Um truque fashion e estiloso, uma parte da camisa para dentro e outra para fora, como mostra na primeira foto

Em lavagens de cores mais claras...

Camisa com nó, outro truque fashion e estiloso, como mostra na segunda imagem

Total jeans, com apenas um blazer por cima para quebrar a informalidade...

Mais um look com o famoso truque do nó...

Também dá para usar a camisa jeans aberta, para compor um look longilíneo. 

Aqui um look lindo, com sobreposição composto por moletom, mas poderia usar tranquilo com um tricot ou um outro suéter colorido, preto, cinza...

Com saias longas, por dentro e por fora, neste caso, na minha opinião, por dentro fica muito mais elegante e dá um ar mais arrumadinho.

Para looks mais glamourosos ;-), acrescente colares lindos e grandes...



E vocês meninas, gostam? Hoje ficamos por aqui...

Beijos, Beijos

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Diário de Anita - Por que não ver a realidade? Capítulo 19 - Lembranças de infância...


Estava muito preocupada com minha vó, já havia um tempo que não a via, mas sempre nos falávamos ao telefone. Tinha boas lembranças...
Ela era muito querida comigo, mas a distancia atrapalhava um pouco.
Final de semana foi o dia marcado para a nossa visita e ainda não tinha falado nada com o Augusto.
Tinha feito um propósito de jejum pela saúde da minha vó, também contei com o apoio das minhas amigas da igreja, fizemos propósitos juntas, eu cria  que não seria nada grave.

Esperei Augusto vir em casa para falar sobre minha vó, eu não queria preocupá-lo.

-Amor, estou muito preocupada com minha vó, minha tia disse que ela não está bem de saúde.
- Sério Anita, mas o que ela tem?
- Não sabemos direito ainda, apenas um cansaço, uma tosse e repouso absoluto.
Eu e minha mãe iremos para Santa Catarina, este fim de semana e vamos ficar uns dias fora.
- Poxa amor, eu gostaria muito de estar com vocês neste momento difícil, mas ficarei aqui torcendo muito e sempre atento ao celular, me liga assim que chegar lá, e se precisar de alguma coisa, me mantenha informado, por favor.
-Eu queria muito que estivesse comigo, mas eu sei que não dá, você tem seu compromisso com a clínica, eu entendo amor.
-Vamos pensar positivo, vai dar tudo certo.
-Vai sim...

Alguns dias depois...

Augusto e meu pai nos levaram ao Aeroporto, era bem cedo e o dia estava nublado.
Na partida, Meu pai abraçou minha mãe e Augusto a mim, vi preocupação no olhar e no abraço tão apertado daqueles homens, não era para menos, a situação era delicada...

Ainda era cedo quando chegamos em Balneário e chovia.
Na casa da minha vó, a família estava reunida, isso só acontecia em festas de finais de ano.
Mamãe abraçou a todos, suas duas irmãs e um irmão. Abracei meus tios e primos e fomos no quarto ver a minha vó querida.

Mamãe não conteve as lágrimas, eu me segurei.
Vovó estava deitada e parecia bem fraquinha, a cena era triste, conversamos um pouquinho com ela, que estava lúcida, minha mãe lhe serviu mais tarde o almoço, o resultado dos exames sairia em alguns dias e ficaríamos lá prestando todo o suporte a minha vó e a toda a família...

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Post Resposta: Meu marido me destrata muito, penso em me separar - o que faço?

 
Bom dia,
Eu sou casada a 12 anos e meu eu esposo sempre me desvaloriza, me destrata, não me dá atenção e é muito grosseiro comigo.
Ele reclama muito, tudo o que eu faço parece que não o satisfaz.
Estou cansada desta vida e penso em me separar.
O que faço?
Andréia - Sc


Querida amiga Andréia,

Em primeiro lugar a valorização deve começar dentro de você, não vai adiantar as pessoas te valorizarem se isso não está dentro de você mesma.
Você precisa ser forte, tem de ver o motivo do seu esposo lhe tratar assim.
Você já tentou conversar com ele sobre este assunto?
Fale com firmeza, exponha seu ponto de vista, mas sem ser grosseira como ele. Sempre mostre a diferença, se ele lhe destrata, o trate bem, por mais difícil que possa parecer.
Veja em quais aspectos você pode melhorar mais, veja bem no que ele tem reclamado e trabalhe em cima disso.
Mas veja bem, isso não tem nada a ver em aceitar as humilhações que ele vier a lhe causar.
Se ele se mostra desrespeitoso com você, converse com ele com seriedade, sejam suas palavras firmes, e diga que não vai mais aturar essa situação e caso ele não venha mudar o comportamento diga a ele que você tomara providências para não ficar mais do lado de alguém assim, que não a respeita e nem a valoriza e quem vai sair perdendo será ele.

Amiga, você não explica melhor quais providencias  já tomou a respeito.
Mas eu lhe digo, que o divórcio é cruel e que é última atitude a se tomar.
Seu casamento tem jeito.
Tente outros caminhos, se for o caso, busque ajuda em uma Universal mais próxima de você.
Todas as quintas feiras, temos a terapia do amor, uma reunião voltada para cuidar do coração, onde as pessoas aprendem a serem fortes e fazer seu relacionamento forte também.
Caso já seja da iurd, converse com o pastor e se possível leve seu esposo para conversar também, com certeza chegarão nos ajustes que tanto precisam.
Continue a escrever, terei o imenso prazer de lhe acompanhar e saber a sua vitória, amém?

Deus lhe abençoe!


Caso você também tenha alguma dúvida e quer a nossa ajuda, escreva para o email: universoluh@gmail.com
Caso não queira sua identidade revelada, lhe chamaremos de amiga.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Sendo pego na curva...

 

Não há dúvidas de que Todos os  nascidos de Deus vence o mundo, a própria bíblia relata isso no livro de  1 João 5:4.

Quando somos obreiros do Senhor e estamos no primeiro amor, ou estamos pelo menos na fé, (Sim, porque muitos têm fé, mas já não fazem mais as práticas das primeiras obras), estamos sempre procurando fazer o melhor pelas almas, pela casa de Deus e por nós mesmos.

Não aceitamos não concluir uma determinada missão, estamos sempre falando sim, e nada é um fardo pesado para com os da fé. A verdade é que o diabo usa o tempo para nos enganar. Ele sabe o ponto fraco de cada um, mas sabe que os verdadeiros cristãos também sabem e por isso andam vigilantes com esta questão. 

O diabo como não é bobo, ele só espera as oportunidades certeiras para nos pegar na curva, ou seja, onde ficamos sem saídas dando assim a brecha que ele tanto queria.
Começa então uma luta, mas repito o diabo não é bobo, ele sabe que enquanto você tiver forças, você irá lutar com ele, então ele aos pouquinhos sem que possamos enxergar, sem que possamos ver ele vai esgotando a última gota de sangue em nós que o Senhor Jesus derramou na cruz, mas como isso pode acontecer?

Vejamos a lista

Observe se você não assinala nenhum nelas, caso você se identifique com alguma, você corre grande perigo, volte aos pés do Senhor Jesus com urgência.

1-      Estou sem tempo para ir a igreja
(Pense bem,  antes de você alcançar o objetivo de servir a Jesus, ou conquistar algo pedido a Deus,  você também não tinha tempo, mas você sempre se virava e conseguia tempo para as coisas Santas).

2-      Eu não quero fazer a obra relaxadamente...
(Cuidado com as desculpas, o diabo é mais expert que você nisso)

3-      Estou trabalhando muito, é muita correria, não dá...
(Saiba você, que nem todo emprego é Deus quem dá, como Deus vai lhe dar algo que faz esse algo ser mais importante que Ele, a ponto de deixá-lo de buscar?)

4-      Eu quero dar um tempo e cuidar mais de mim...
Verdade mesmo? Se com Deus você não tem disciplina para cuidar de si própria, sem Deus você irá conseguir?

5-      Quero sair desta função, porque fulano não muda, não obedece, não ajuda, sozinha é muita coisa para mim...
Fique sabendo que a vida de Débora é um exemplo de que a coragem independe de sexo e de força física, mas é uma disposição firme de servir a Deus, a respeito de todas as circunstâncias.
Débora entre tantos homens foi a única Juíza  em Israel a salvar aquele povo oprimido e humilhado,e  Deus viu nela a força de Levantar a Israel, ela era mãe, esposa, profetiza, Juíza e  foi também comandante de exército (Juízes 4), tinha suas lutas e dificuldades, ouvia muitas lamúrias e lamentações, mas deu conta do recado, não deixou a peteca cair e não disse não para Deus, ela foi até o fim, porque confiava em Deus e Deus lhe deu a Vitória .Você confia em Deus, porque quem confia vai até o fim, não foi o que fez Débora?

6-      Passa muito tempo distraída com a s coisas seculares
(Não lê mais a bíblia com meditação como antes, mas passa horas em redes sociais, ou no bate papo ou até mesmo jogando jogos onlines, está sempre postando fotos e mensagens, mas seu conteúdo espiritual está quase zero.)

7-      Fica nervosa com qualquer coisa...
( Devido as distrações com as coisas do mundo, tem ficado muito estressada, porque nunca termina o que começa, sempre se perde nas tarefas e vive em uma bagunça total)

8-      Tem dia de folga no trabalho, ou na faculdade...
(Mas como o pastor não sabe mesmo, vai direto para casa, com a desculpa que vai descansar, mas antes não faltava um dia sequer na presença de Deus.)

9-      Está perdendo o interesse em evangelizar, falar de Jesus...
(O alvo no começo era ganhar almas, quanto mais para o reino de Deus, melhor. Era uma das primeiras a ser contada, mas hoje sente certa timidez, só fala se realmente for necessário, ou repete o mesmo bordão, fulano já sabe da verdade, eu não posso fazer mais nada.)

10-   Amizades que não são da mesma fé...
(Sua melhor amiga, que ouve todos os seus segredos, sonhos e medos é uma pessoa incrédula, , ao invés de você que é da fé lhe passar a fé, você vive contando lhe problemas, ou conversando coisas que não tem nada a ver com sua postura de uma mulher de Deus, ela sabe sobre todas as suas desilusões e fraquezas. Talvez seja esse o motivo dela não se converter ainda, você não deixa.

11-   Apaixonada por alguém que não é da mesma  fé...
(Alguém da fé mesmo... não colocaria em risco a sua salvação, talvez você pense em convertê-lo a Jesus, mas dificilmente ele vai se converter a Deus ou se comprometer com você seriamente se trocar seus princípios da fé por um homem, ainda mais sendo ele incrédulo.)

12-   Deixa escapar um palavrão quando está nervosa, ou acontece às vezes de mentir.
(A boca fala o que o coração está cheio, você tem deixado de beber da fonte da vida, para se saciar em outras fontes que não são de Deus. Talvez tem se preocupado mais em FAZER, do que realmente SER)

13-   Tem falado mal das pessoas, os olhos só enxergam defeitos...
( Ninguém está certo, todo mundo é feio e só você é linda, você não aceita ser contrariada e ainda por cima bate de frente, temor zero.)

E a lista vai muito mais além, ela nunca para de crescer...

Vamos vigiar, pois tudo me é lícito mas nem tudo convém!

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Diário de Anita - Porque não ver a realidade? Capítulo 18 - Saúde enfraquecida de minha vó querida



 
Os dias se passaram e eu estava cada dia mais feliz com o Augusto, realmente ele estava mudado, nunca mais tocou no assunto de sexo entre nós.
Aquilo realmente me incomodava...
Alias estava muito feliz mesmoooo, as aulas tinham acabado e graças a Deus fui aprovada para ir para o 2º ano do ensino médio.

Na casa de Augusto...

-Neste domingo amor, quer participar do culto na igreja comigo, meus pais passam para te pegar, assim vamos todos juntos, o que acha?
-Ir na igreja amor?
-Sim, você vai gostar. A tarde tem o grupo Jovens em ação, e eu estou sempre participando, fiz novas amigas por lá e me sinto muito melhor desde que comecei a participar.
Alias, foi lá que eu tive forças para superar a dor de quando nos separamos.
-Bem, se você quer que eu vá, então eu vou!
-Ebaaaaa, fico muito feliz viu?! você vai amar.
-Ótimo, mas eu vou de carro, porque na volta eu fico com você pode ser?
-Ah, amor!
-Deixa que meus pais te pega em casa, depois eles nos deixam aqui e podemos voltar juntos depois do almoço para o grupo a tarde, o que acha?
-Tá bommmm, você venceu!
-Hahaha, bobo, eu te amo
-Te amo também!

Ficamos juntos aquela tarde toda, deu para namorarmos um pouquinho, ajudei minha sogra a preparar um bolo, alias, ela é uma ótima sogra, sempre me tratou como uma filha.
O pai do Augusto é mais sério, mas sempre me tratou bem, é um homem muito trabalhador. Algumas vezes Augusto reclamou comigo de que seu pais vivia para a Clinica, era um bom homem e cuidava muito bem dos animais, mas parecia que vivia só para isso, poucas vezes dava atenção para o Augusto e sua mãe.
Pelo que parecia eles viviam muito bem, mas havia um certo gelo naquela família.
Pelo menos eram bem diferentes da minha família que é totalmente unida, há muito carinho e companheirismo entre nós.
O Augusto tem um único irmão,  três anos mais velho que ele, estuda e mora nos Estados Unidos, eu particularmente só o vi uma única vez. 

Quando cheguei em casa, percebi minha mãe agitada.
- O que aconteceu mãe, o que a senhora tem?
-Anita, sua vó não está nada bem
Eu vou precisar viajar e ficar uns dias fora. Acabei de receber um telefonema da minha irmã relatando o caso. 
-O papai já sabe?
-Não, eu não quis preocupa-lo, quando ele chegar, irei comunicá-lo.
-Mas o que a vovó tem mãe?
-Eu não sei direito filha, a Marta só me passou  que estava percebendo a mãe mais cansada, teve umas tosses, reclamou de dor no peito e que estava de cama. Foi no médico, fez uns exame e pediram para aguardar os resultados em repouso.
-Mas eu preciso ir ver a sua vó, ela já está muito idosa filha!
-Ai mãe, a vovó vai ficar bem viu?!, vamos ter fé e orar por ela.
Eu vou com a senhora, não se preocupe...

Neste momento nos abraçamos, eu passava segurança para a minha mãe, mas na verdade, eu queria era chorar. Na hora veio pensamentos de que eu poderia perder a minha vó, mas eu repreendia dentro de mim.
Eu tinha de pensar positivo, minha vó iria sair dessa, eu tinha de ser forte, até para dar suporte para a mamãe neste momento tão triste.
Eu só pedia forças para Deus...


Seguidores